Vamos compartilhar idéias!?Não é necessário ter blog,apenas email para participar do Ateliêr Artes!

22 de novembro de 2011

Jesus é quem acalma a Tempestade !!!
Tipo: Reflexões / Autor: Pr. Rodrigo M. de Oliveira


Os danos causados por uma tempestade podem ser incalculáveis. As tempestades da vida também causam danos à alma: angústia, depressão, desânimo. As feridas interiores afetam o comportamento, os relacionamentos, a maneira de encarar a vida e até mesmo a fé. É grande o estrago causado pelo coração ferido (Sl 102:4)

Quando a tempestade existencial se abate sobre a vida de alguém, as águas da aflição começam a invadir todas as áreas. A sensação que se tem é de estar indo irremediavelmente para o fundo.

Diante da tempestade da vida sobre a qual não temos controle, pois nos ataca e nos invade por todos os lados, é inevitável a sensação de derrota, de impotência, de estar à mercê de um inimigo poderoso e feroz.
Só nos resta gritar como o salmista (Sl 69:1,2)

Há porém uma diferença entre medo e pavor. O medo, até certo grau, é uma defesa natural do ser humano e tem base racional. Tudo que foge ao nosso controle provoca o medo. Contudo, o medo é benéfico, pois nos torna mais atentos e , assim, nos protege. É um sentimento normal.

Já o pavor que é o medo incontrolável é nocivo, irracional. Ele faz a pessoa fugir diante do ruído de uma folha seca e correr sem que ninguém o persiga (Lv 26:36)
Não permita que o pavor o domine. Como cristão, tenha fé! É com ela que vencemos os combates da vida (2Tm 4:7).

Use todo seu potencial, tudo que sabe e pode fazer, para se manter vivo e não ser engolido pela tempestade. Eleazar, um dos valentes de Davi, certa vez lutou “até lhe cansar a mão e ficar a mão pegada à espada (2Sm 23:10). Esse é o empenho que se deve demonstrar diante da tempestade, pois os fracos, ela levará consigo (Pv 24:10)

Na tempestade, por pior que seja, a melhor atitude é permanecer no barco (At 27:31).

Na tempestade, o lugar mais seguro é o barco.

O barco pode ser o seu emprego, a sua família, o seu casamento. Nunca abandone o barco simplesmente para fugir `a tempestade . Só faça isso se tiver orientação divina muito clara. Pedro desceu do barco para caminhar sobre águas porque o Mestre o autorizou (Mat 14:28,29)

Deus permite que passemos por tribulações para que possamos, com a experiência adquirido, ajudar outros irmãos que estejam enfrentando tempestades. A tribulação traz beneficio a nós mesmos e aos outros.

A presença de Jesus no barco de nossa vida não significa que estamos livres das tempestades; significa que o barco jamais vai afundar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário :) e pela visita...
Thank you for your comment :) and for the visit.
Merci pour votre commentaire :) et pour la visite...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...